Dr. David Sadigursky

Médico Ortopedista, especialista em Joelho

Dr. David Sadigursky

Médico Ortopedista, especialista em Joelho

Medico, professor e pesquisador

Ortopedia de joelho

Dr. David Sadigursky é Médico Ortopedista, especialista em Cirurgia do Joelho. Formou-se em Medicina pela Universidade Federal da Bahia e é mestre em Cirurgia do Joelho pela Universidade de São Paulo (USP) e doutorando pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP).

É membro titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho (SBCJ), da Sociedade Brasileira de Artroscopia e Traumatologia do Esporte (SBRATE), da Sociedade Internacional de Artroscopia, Cirurgia do Joelho e Esporte (ISAKOS), da AO Trauma Latin America (AOLAT), da Sociedade Latino Americana de Artroscopia, Joelho e Esporte (SLARD) e da Academia Americana de Cirurgiões Ortopedistas (AAOS).

É Médico Preceptor da Residência Médica do COT/CEOT e Membro do Grupo de Cirurgia do Joelho desta instituição. É também membro do Grupo de Cirurgia do Joelho e Coordenador da Residência em Ortopedia e Traumatologia do Hospital Manoel Victorino, além de professor de Ortopedia nas Faculdades de Medicina FTC e UNIFACS.

Problemas mais comuns

Dores ortopédicas referem-se a desconfortos musculoesqueléticos que afetam ossos, articulações, músculos ou ligamentos. Podem ser causadas por lesões, desgaste, inflamação ou condições crônicas, exigindo avaliação médica para diagnóstico e tratamento adequados.

Traumas esportivos são lesões resultantes de atividades físicas intensas, afetando o joelho. Comuns em atletas, esses traumas incluem contusões, distensões musculares, fraturas e lesões ligamentares. Diagnóstico precoce e tratamento especializado são essenciais para uma recuperação eficaz.

Lesões ligamentares no joelho envolvem o rompimento ou distensão dos ligamentos, como o ligamento cruzado anterior (LCA) e colaterais. Geralmente causadas por torções, essas lesões demandam tratamento individualizado, podendo incluir fisioterapia ou, em casos graves, cirurgia.

Lesões meniscais envolvem comprometimento das estruturas fibrocartilaginosas interarticulares do joelho, essenciais para a distribuição de carga e estabilidade articular. Geralmente decorrentes de trauma rotacional ou degeneração associada à idade, manifestam-se por dor articular, efusão e restrição funcional. A abordagem terapêutica varia conforme a gravidade, localização e tipo da lesão meniscal, abrangendo desde manejo conservador com fisioterapia até procedimentos cirúrgicos, como meniscectomia ou reparo meniscal.

Lesões cartilaginosas no joelho representam um espectro de alterações patológicas que afetam a integridade do tecido hialino articular, essencial para a mobilidade e absorção de impacto. Originam-se de trauma agudo, sobrecarga mecânica ou processos degenerativos como a osteoartrose. Essas lesões são caracterizadas por dor, edema e deterioração funcional. O manejo terapêutico é multifacetado, incluindo métodos conservadores como fisioterapia e farmacoterapia. Intervenções avançadas englobam infiltrações articulares com ácido hialurônico, terapias ortobiológicas visando a melhorar a dor e função e, quando indicado, procedimentos cirúrgicos para restauração cartilaginosa ou realinhamento articular. A escolha terapêutica baseia-se em fatores como extensão da lesão, sintomatologia e objetivos funcionais do paciente.

A osteoartrose é uma patologia articular degenerativa progressiva, marcada pelo desgaste da cartilagem e alterações ósseas subjacentes, com prevalência significativa no joelho. Manifesta-se por dor, rigidez e limitação funcional, impactando significativamente a qualidade de vida. O manejo é estratificado conforme a gravidade e sintomatologia, abrangendo medidas conservadoras como farmacoterapia, fisioterapia e orientações de modificação de estilo de vida. Em casos não cirúrgicos, opções terapêuticas avançadas incluem infiltrações com ácido hialurônico, terapias ortobiológicas, prolaterapia e, para controle de sinovite, corticoides intra-articulares. Procedimentos cirúrgicos, como osteotomias ou artroplastia, são considerados em estágios avançados ou quando medidas conservadoras não são suficientes para aliviar os sintomas.

Cirurgias do joelho abrangem uma variedade de procedimentos, desde reparos ligamentares até substituição total da articulação. Indicadas para corrigir lesões, restaurar a estabilidade ou aliviar a dor, essas intervenções são conduzidas com precisão para otimizar a função articular.

A artroscopia do joelho é um procedimento cirúrgico minimamente invasivo que emprega um artroscópio, um dispositivo óptico fino e iluminado, para visualizar e tratar patologias intra-articulares sob visualização direta e ampliada. A técnica permite diagnóstico preciso e intervenção terapêutica com incisões diminutas, reduzindo o trauma cirúrgico e promovendo recuperação acelerada. Aplicações incluem reparo de lesões ligamentares, como reconstrução do LCA, meniscectomias, tratamento de lesões cartilaginosas e retirada de corpos livres articulares. A artroscopia oferece benefícios significativos, como diminuição da dor pós-operatória, menor risco de complicações e retorno mais rápido às atividades diárias e esportivas, com visualização otimizada por vídeo garantindo precisão e eficácia do tratamento.

Artrose é uma patologia que afeta o joelho, assim como outros órgãos do corpo humano, desgastando a sua cartilagem, causando dor e desconforto. Geralmente ela acomete pessoas com mais de 65 anos e mulheres, que apresentam estrutura óssea mais fraca em comparação aos homens.

O Ligamento Cruzado Posterior (LCP) é um dos quatro principais ligamentos do joelho e tem como função estabilizar a articulação, evitando que a tíbia (osso da perna) se desloque para trás em relação ao fêmur (osso da coxa).

A lesão do LCA está entre as lesões mais comuns que ocorrem no joelho. A cada ano no Brasil, surgem mais de cento e cinquenta mil novos casos, sendo a maior parte destas lesões relacionadas às atividades desportivas, tendo as mulheres 7 vezes mais chances de sofrer dela.

Consiste em uma lesão no joelho, por meio de um deslocamento da patela, retirando-a da sua posição normal. Mais comum de acontecer em mulheres jovens. Essa lesão pode acontecer em joelhos anatomicamente normais, mas é mais comum nos joelhos que apresentam alterações anatômicas que predispõem a patela a sair do lugar. Dentre essas alterações morfológicas, as que mais observamos são: tróclea muito rasa, patela muito inclinada lateralmente, patela alta, patela displásica, frouxidão cápsulo-ligamentar, joelho valgo e hipotonia muscular. A saída frequente da patela do lugar é chamada de Luxação Patelar Recidivante.

A Síndrome do Corredor ou Síndrome do trato iliotibial é uma lesão que acomete o joelho. Ela ocorre quando o ligamento que se estende do osso da pélvis até a tíbia, torna-se tão rígido que chega a raspar contra o fêmur. Essa patologia é mais comum em atletas, principalmente os corredores e os ciclistas. O principal sintoma é a dor entre o quadril e joelhos, que piora com atividades físicas, podendo ocorrer inchaços no local. Tratamentos como a fisioterapia seguida de alongamento e, às vezes, injeções de corticoide podem ajudar. Em casos raros, a cirurgia pode ser necessária.

Considerada uma das lesões por esforço repetitivo mais comuns no joelho. A tendinite patelar é didaticamente, uma inflamação no tendão que liga a patela (rótula) à tíbia. É também considerada uma das doenças do joelho mais comuns que afetam atletas.

O menisco é uma estrutura fibrocartilaginosa, localizada no centro do joelho, que funciona como amortecedor de impacto. Atua também como estabilizador, lubrificante e auxilia o movimento. As lesões nesta região ocorrem em pessoas com artrite, artrose ou com excesso de peso, sendo comum também em atletas.

Locais de atendimento em Salvador

Dr. David Sadigursky é renomado médico ortopedista em Salvador, Bahia, especializado no tratamento da dor no joelho. Como experiente cirurgião de joelho, oferece abordagens avançadas, incluindo infiltração articular, medicina regenerativa com ácido hialurônico e bloqueios de nervo. Em seus quatro locais de atendimento, se dedica à excelência na ortopedia, proporcionando soluções de vanguarda em cirurgia ortopédica.

Clínica OMANE

Rua Waldemar Falcão, nº 979, Sala 903, Horto Florestal

Clínica UORT

Avenida Antônio Carlos Magalhães, nº 3244, Edf. Empresarial Thomé de Souza, Sala 616, Caminho das Árvores

OTM - Hospital da Bahia - Centro Médico Bloco A

Avenida Professor Magalhães Neto, nº 1541, Bloco A, Sala 3008, Pituba

VITADOR Pituba

Av. Manoel Dias da Silva, nº666, 1ª andar, Edifício Empresarial MEDDI – Laboratório Meddi, Pituba

COT - Clínica Ortopédica Traumatológica

Rua João das Botas, nº 28, Canela

Instagram

Youtube

Minhas redes sociais

Muito da minha comunicação com pacientes, alunos e público em geral acontece nas redes sociais. Sempre publico artigos, notícias e outras informações relevantes sobre a área de ortopedia de joelho.

Dr. David Sadigursky. CRM BA 17295 RQE 7985. Feito por Angulare.

Dr. David Sadigursky. CRM BA 17295 RQE 7985. Feito por Angulare.

Abrir
Agendamento de consultas
Olá, gostaria de marcar uma consulta com Dr. David Sadigursky.