• Telefones 71 3011-1719 e 71 99993-0498
  • Email contato@davidsadigursky.com.br

Medicina na Nuvem

A capacidade de acesso aos arquivos e dados dos pacientes de forma rápida é de extrema importância na medicina. Esta capacidade de acesso às informações foi aumentada nos últimos anos com o desenvolvimento do armazenamento de dados na Nuvem. Este processo permite não apenas a consulta de informações detalhadas dos pacientes assim como de patologias variadas, possibilitando uma maior precisão diagnóstica.

Muitos já ouviram falar de armazenamento na Nuvem de informações pessoais, porém poucos ainda adquiriram conhecimento cabal para ganhar a confiança no sistema. No quesito segurança, entretanto, não há necessidade de muita desconfiança, desde que esteja sendo utilizado um software adequado para proteção dos dados.

Os Softwares médicos que se propõem a armazenamento na nuvem utilizam a criptografia para manter o sigilo das informações armazenadas, permitindo que o acesso aos dados pessoais de pacientes ou das unidades de saúde, seja realizado apenas em aparelhos autorizados ou com senhas com dupla conferência. Sendo assim, o sigilo médico pode ser garantido com o armazenamento seguro dos prontuários e exames médicos.

Atualmente quase todos os sistemas de prontuários eletrônicos utilizam o armazenamento virtual, facilitando a marcação de consultas de locais físicos diferentes, integralizando as clínicas ou hospitais. O mesmo acontece com o prontuário eletrônico do sistema de gestão de saúde, que permite ao médico o acesso remoto de dados do prontuário e exames laboratoriais e até mesmo de imagem. Tendo como exemplo mais corriqueiro, empresas de diagnóstico que realizam exames de ressonância magnética e tomografia computadorizada, disponibilizam as imagens e laudos ao médico assistente, através do seu site. Para isto, basta o paciente fornecer a senha que lhe foi entregue. Desta forma, o paciente não precisa estar presente para que o médico tenha acesso aos seus resultados em situações pontuais, evitando também o transporte de grande quantidade de papel e chapa de exames.

Outra grande vantagem do armazenamento de dados na nuvem é evitar a utilização de Softwares que necessitam de licenças caras, aumentando os custos das clínicas, além da necessidade de implementar servidores, com a compra de computadores com alta capacidade de armazenamento para distribuição de informações através da rede interna criada. Este sistema de rede funciona com o processamento e armazenamento de dados em computadores que ficam na própria clínica. Não é preciso discutir os riscos que este modelo oferece, estando no topo da lista, a perda dos dados por defeitos irreparáveis das máquinas ou furtos, o que incapacita o acesso aos dados usurpados ou perdidos.

Contudo, o custo e a segurança do armazenamento de dados na Nuvem se torna uma vantagem inquestionável. A responsabilidade em relação a todo o sistema deixa de ser exclusivamente da clínica. No Brasil, a segurança de dados eletrônicos é garantida pela Lei 12.965, levando todas as empresas a seguirem o Marco Civil da Internet. Isto garante a confiabilidade e segurança dos dados que transitam pela Nuvem.

Outra grande vantagem é que as empresas que desenvolvem os programas de armazenamento se encarregam de atualizar os Softwares constantemente, sanando erros que surgem com o aumento das demandas além de permitir a implantação de melhorias de forma automática.

Se ainda existem dúvidas quanto a facilidade e segurança em armazenar todas as informações possíveis na Nuvem, é sugerido que busque mais informações nos sites de empresas que desenvolvem esta tecnologia de saúde como por exemplo o IClinic, Amazon AWS, Medical Box, Clinicus e o Oi Gestão de Consultórios.